Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > História
Início do conteúdo da página
HISTORIA DO MUNICÍPIO DE AFONSO BEZERRA

História do Municipio de Afonso Bezerra

  • Publicado: Quinta, 18 de Maio de 2017, 02h18
  • Última atualização em Quinta, 18 de Maio de 2017, 12h29
  • Acessos: 239

Afonso Bezerra, município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), localizado na microrregião de Angicos. Sua população, estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2004 era de 10.936 habitantes. Área territorial de 576,25 km².

Limita-se com os municípios de Alto do Rodrigues (norte), Pedro Avelino (leste), Açu (oeste), Angicos e Ipanguaçu (sul).

Geograficamente, a sede do município está a 5° 29’ 54” de latitude sul e 36° 30’ 20” de longitude oeste. A altitude é de 62 m acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 168 km. A pluviosidade normal do município é de 528.8 mm/ano.

A criação do município se deu através da Lei nº 20, de 27 de outubro de 1953, tendo sido desmembrado do município de Angicos.

O IDEMA (Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente) define o solo da região como do tipo Cambissolo Eutrófico, com aptidão agrícola regular e restrita para lavouras. Apta para culturas especiais de ciclo longo tais como algodão arbóreo, sisal, caju e coco. Uma pequena área a sudeste com aptidão regular e restrita para pastagem natural.

Afonso Bezerra é certificada pela UNICEF pela como município aprovado, ou seja, tem uma expectativa para com as crianças e os adolescentes da cidade.

A cidade também se destaca pelos seus lençóis freáticos, que ajudam a abastecer por meio de carros-pipa as cidades circunvizinhas. Sua grande bacia de água doce se encontra do na zona rural do município.

Flor do Sertão, como é conhecida tem uma boa produção de barris de petróleo, o que gera muitos recursos para a cidade. Destaque também pela indústria eólica, Afonso Bezerra é sede de umas das maiores produções de energia eólica do estado.

Tem por base o comércio e o setor de serviços. De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 4,66 milhões, sendo que 18,4% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 4,4% à indústria e 77,1% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 471,91.

Em 2002, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 18,874 milhões e o PIB per capita para R$ 1.731,00.

registrado em:
Fim do conteúdo da página